fbpx

Rotina de prevenção diminui riscos de doenças oftalmológicas

Diretor Técnico: Dr. Hamilton Moreira – CRM 9388 / RQE 2872

Doenças comuns como a conjuntivite podem ser prevenidas com cuidados básicos. Consulta oftalmológica deve ser realizada anualmente

O último levantamento sobre saúde oftalmológica no Brasil, realizado em 2020 pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), revela um dado preocupante: a queda no número de atendimentos desde o início da pandemia. Segundo a pesquisa, foram 2,5 milhões de consultas de janeiro a maio daquele ano contra 3,9 milhões em 2019, mostrando que é possível ampliar os cuidados com os olhos. O Dr. Ricardo Faraco Martinez Cebrian (CRM 24846|RQE 1911), médico oftalmologista da Médicos de Olhos S.A, conta que o ideal é fazer no mínimo uma consulta por ano: “Exceto aquelas pessoas que não usam óculos, que têm uma visão boa, o restante dos brasileiros frequenta pouco o consultório”, observa.

Há várias doenças que afetam a visão dos pacientes e podem ser prevenidas com acompanhamento regular do oftalmologista. A mais comum é a conjuntivite, inflamação da membrana que reveste a parte branca dos olhos: “Ela pode ser do tipo infecciosa ou viral, a questão é que é uma doença muito fácil de prevenir, basta não colocar as mãos nos olhos”, diz o Dr. Ricardo. Só que muita gente chega ao consultório já contaminada, com os desconfortos típicos da doença, como dor, coceira, irritação e vermelhidão. “Especialmente no inverno, quando passamos mais tempo em ambientes fechados, a contaminação é maior. O ar-condicionado também é prejudicial: ele resseca a membrana ocular, as pessoas passam a esfregar mais os olhos”, completa o especialista.

Falta de prevenção pode levar à cegueira

Alguns grupos de pacientes precisam dedicar mais atenção à saúde dos olhos. É o caso dos diabéticos e o Dr. Ricardo explica o porquê: “A retinopatia diabética é a doença mais comum de fundo de olho. Ela afeta a retina, podendo levar à cegueira e a maioria das pessoas a desenvolve por não fazer o controle adequado da glicemia”, alerta. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), a retinopatia diabética é a principal causa de perda de visão em pessoas entre 20 e 74 anos. Outro dado, extraído de uma pesquisa do Ibope, também preocupa: 54% dos portadores de diabetes desconhecem como a doença pode afetar os olhos. Mais uma vez, a prevenção é o melhor caminho: “o problema da retinopatia é que chega a um determinado ponto em que a retina está tão afetada que não tem muito o que fazer. O fundamental é controlar a própria diabetes”, completa o oftalmologista da Médicos de Olhos S.A, Dr. Ricardo.

Cuidados com os olhos no dia a dia

A mudança de hábitos na rotina ajuda a prevenir diversas doenças oculares, não somente as infecciosas. Com a pandemia da covid-19, a higienização adequada das mãos, que sempre foi necessária, deve ser reforçada: “É importante não levar as mãos aos olhos, há inúmeras bactérias e vírus transmitidos pelo contato. A consulta periódica é outro cuidado importante, nós medimos o grau da pessoa, a pressão do olho e realizamos uma série de análises pensando em outras patologias”, diz o Dr. Ricardo.

Veja outros cuidados preventivos indicados pelo oftalmologista da Médicos de Olhos S.A:

  • Utilizar proteção contra radiação ultravioleta, usando os óculos escuros não só em dias de sol. A radiação também está presente em dias nublados;
  • Evitar uso de colírios não prescrito por médicos oftalmologistas. Alguns colírios utilizados para lavar os olhos podem irritar a superfície ocular;
  • Não fazer uso de óculos de outras pessoas e não usar óculos prontos, comumente vendidos em farmácias.


Médicos de Olhos S.A, Um Olhar de Confiança!

Encontre-nos nas redes sociais:

         

 

Gostou do artigo? Inscreva-se e nunca perca uma atualização

Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a saber, através do seu e-mail, sempre que publicamos uma nova notícia no portal.