fbpx

Sensação de areia nos olhos pode ser síndrome do olho seco

Diretor Técnico: Dr. Hamilton Moreira – CRM 9388 / RQE 2872

Uso excessivo de telas aumenta as chances de desenvolver o problema, que deve ser tratado por médico oftalmologista

A sensação é de ter areia nos olhos, mesmo que você esteja bem longe da praia. A primeira reação é coçá-los para ver se o incômodo passa, mas ele só aumenta. Você vai até a farmácia e compra um colírio simples para lavagem – e esse é um dos erros mais comuns em pacientes que têm a síndrome do olho seco.

“Os sintomas dessa doença podem ser variados e de difícil diagnóstico, por isso é fundamental uma boa avaliação com o médico antes de tentar resolver sozinho em casa”, destaca o Dr. Hilton Vargas Amaral Filho (CRM 30355 | RQE 22388), oftalmologista da Médicos de Olhos S.A. O exame mais completo ofertado na rede de clínicas mede a osmolaridade da lágrima: “Verificamos se a qualidade do líquido produzido pelas glândulas lacrimais é boa ou ruim, e se a produção é alta ou baixa”, completa o especialista.

A doença afeta cerca de 18 milhões de brasileiros, segundo a Associação dos Portadores da Síndrome do Olho Seco. Em todo o mundo, 337 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com o problema e, embora a solução seja relativamente simples, as consequências a longo prazo podem comprometer a córnea. Conviver por muito tempo com a doença sem tratamento provoca lesões no anel corneano, com cicatrizes permanentes que prejudicam a visão.

Como reconhecer os sintomas?

Nem toda coceira ocular é sinal da síndrome. Outros sintomas comuns são vermelhidão, sensação de corpo estranho nos olhos e oscilação na visão, que às vezes parece melhor, às vezes pior. O Dr. Hilton Vargas alerta para um sintoma curioso: o lacrimejamento. “Parece um contrassenso, mas o olho é tão seco que a glândula lacrimal tenta produzir mais líquido para compensar. Porém, logo as lágrimas faltam e os sintomas reaparecem”, ressalta.

Na dúvida, o melhor caminho é sempre a consulta com um especialista. O diagnóstico precoce ajuda a evitar complicações e devolve a qualidade de vida; além de evitar a evolução do quadro. O acompanhamento de doenças de base é igualmente importante, pois portadores de artrite e diabetes podem desenvolver o olho seco, observa o oftalmologista da Médicos de Olhos S.A:

Diretor Técnico: Dr. Hamilton Moreira – CRM 9388 | RQE 2872


Médicos de Olhos S.A, Um Olhar de Confiança!

Encontre-nos nas redes sociais:

         

 

Gostou do artigo? Inscreva-se e nunca perca uma atualização

Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a saber, através do seu e-mail, sempre que publicamos uma nova notícia no portal.