fbpx

O glaucoma e suas consequências, por Dr. Murilo Dallarmi

Uma das principais causas de cegueira irreversível no mundo, o glaucoma é causado pelo aumento da pressão ocular. Consequentemente, com esse aumento, pode provocar lesões no nervo óptico, levando ao comprometimento visual.

mulher pingando colírio porque tem glaucoma

Sintomas do glaucoma:

Primeiramente, na maioria das vezes, o glaucoma não apresenta sintomas no início. Isso acontece pelo fato de que a pressão ocular costuma aumentar progressivamente, sendo que, na maioria dos casos, os pacientes não sentem dor, baixa de visão ou qualquer outro sintoma.

Além disso, no estágio inicial, o glaucoma acomete a visão periférica. Ou seja, a pessoa não perde a visão exatamente onde fixa ou olha diretamente, mas, sim, nas laterais do ponto de fixação. Portanto, o que torna a percepção da perda de visão difícil de ser notada. Por fim, o paciente enxerga como se estivesse olhando por um tubo sem qualquer visão lateral ou periférica, até perder, gradativamente, a visão central, levando à cegueira total e definitiva. Por isso, é essencial que todos saibam da importância nas consultas e exames periódicos com um Oftalmologista.

De modo geral, a doença aparece com mais frequência a partir dos 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa de idade, dependendo da causa que provocou a pressão intraocular mais elevada. A falta de tratamento adequado para a doença pode levar à cegueira.

Tratamento:

Portanto, para o tratamento, são indicados determinados colírios para baixar a pressão ocular e evitar a lesão no nervo óptico, que causa a perda da visão. A escolha do colírio irá depender do tipo de glaucoma e, na maioria das vezes, pode ser necessário o uso de mais de um medicamento para o adequado controle da pressão ocular.

Aqui no Médicos de Olhos S.A você encontra um time de especialistas para cada caso.

Confira mais detalhes sobre o glaucoma, com o Dr. Murilo Dallarmi, no vídeo abaixo:

Se você é um paciente com diagnóstico de glaucoma acompanhe sua doença periodicamente com seu médico oftalmologista . Agora se você acha que pode ter esta doença, agende sua consulta pelo telefone (41)3020-4646 .

Encontre-nos nas redes sociais:

         

 

Gostou do artigo? Inscreva-se e nunca perca uma atualização

Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a saber, através do seu e-mail, sempre que publicamos uma nova notícia no portal.